Eventos

Entrada Artigos Ecologia Um Lobo no Galinheiro
Um Lobo no Galinheiro PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Avaliação: / 0
FracoBom 
Escrito por Carlos Ventura   
Segunda, 09 Junho 2008 13:12

in revista Natural BeijaFlor
2005 junho
                                                                                                                                                                                Menos

          Notícias perturbadoras têm vindo a ser divulgadas acerca dos últimos actos de Luís Nobre Guedes, enquanto ministro do Ambiente do anterior governo. Foi já depois das eleições de 20 de Fevereiro - em que o seu partido foi derrotado - que o despacho viabilizando o abate de 2.605 sobreiros para que nesse espaço fosse construído um empreendimento turístico do Grupo Espírito Santo.

Essas notícias, vindas a público a partir de uma investigação policial acerca de um possível caso de corrupção e tráfico de influências (e eventualmente também outros crimes), espantam principalmente porque não só o ministro do Ambiente elaborou a versão definitiva do documento e foi o primeiro a assiná-lo, como também tomou a iniciativa de apelar aos outros ministros (o da Agricultura e o do Turismo) para que - repita-se: já depois da derrota eleitoral, sabendo-se portanto que as suas competências estavam a expirar - assinassem com urgência o despacho para o abate dos sobreiros. São comuns os indícios que apontam para que, nos vários governos, a pasta do Ambiente seja considerada por outros ministros um empecilho à indústria, à urbanização e à especulação. Pois bem, este governo teve mais uma particularidade: foi o próprio ministro de Ambiente que quis abater árvores, que ainda por cima são de uma espécie sujeita a legislação especial, devido à sua importância comercial, ambiental e social! Este contexto extraordinário leva a que os outros ministros sejam só testemunhas, sendo Nobre Guedes o arguido.

Em Outubro passado realcei nestas páginas o bom começo de Nobre Guedes como ministro. É com tristeza que volto a falar dele por motivos opostos.

 

Subscreva Newsletter

Medicinas Não Convencionais


Receber em HTML?